Como uma onda no mar

“Tudo que se vê não é
Igual ao que a gente viu há um segundo.
Tudo muda o tempo todo
no mundo.
(Lulu Santos – Como uma onda)”

Esta belíssima canção retrata com perfeição a permanente mudança a que todos nós estamos sujeitos. Nada é igual ao que foi e nem ao que será. É o mundo em mutação frenética.

onda 990

Pode fazer o melhor plano. O resultado nunca será igual ao previsto. Pode se aproximar muito como também pode ficar muito distante. E isto, muitas vezes, independe de nós.

A todo o instante, variáveis conspiram para alterar nosso percurso. Algumas podemos dominar, mas a maior parte escapa ao nosso controle.

As ações modificadoras das variáveis é que tornam os sistemas a um tempo tão complexos e a outro tão belos e fascinantes. E é na própria complexidade que se manifesta a beleza.

Em meio à aparente confusão provocada pela ação das variáveis percebidas pela visão detalhista, sobressai uma grande ordem que se manifesta pelo deslocamento de todo o sistema em direção a um atrator maior captado somente por arguta visão panorâmica.

A lua, sujeita à atração da terra, do sol e dos planetas, assim como impulsionada pela sua própria velocidade inercial, mantém-se girando ao redor da terra em uma órbita aproximadamente circular e aparentemente repetitiva. Mas olhando a partir de um ponto mais remoto do cosmos, é claramente visível a forma extremante complexa de seu movimento.

Ela gira ao redor da terra ao mesmo tempo em que esta se desloca em sua órbita ao redor do sol, o qual, por sua vez, acompanha o giro da via láctea que se desloca em direção aos confins do universo.

Uma empresa procura se deslocar em direção ao seu objetivo, o lucro, porém seu caminho pode se tornar completamente errático devido às forças exercidas pelas variáveis. Ela está, como a lua no universo, imersa num ambiente de mudança constante.

totemOs governos, os sindicatos, a concorrência, os clientes, os fornecedores, a tecnologia, o clima. o câmbio, as outras empresas e os demais países do mundo estão sofrendo mutações a cada segundo e todas estas mudanças provocam reflexos na empresa.

Imaginemos agora que, o que, aliás, é fato muito comum, a própria empresa esteja mergulhada em variações internas sem controle decorrentes das insanas disputas interpessoais ou interdepartamentais?

A visão míope de muitas pessoas, sejam empresários, executivos ou empregados que os impede de enxergar o que está acontecendo fora de seus muros e que os faz imaginarem-se o centro do mundo, é que leva todos os dias à derrocada empreendimentos que poderiam florescer e se manter vitoriosos a despeito de todas as forças contrárias.

Façam o que fizerem, o mundo continuará mudando. Nunca será o mesmo daqui a um segundo. Se as empresas não se transformarem em uma força tarefa coesa dando o melhor de si pelos seus próprios resultados, outras empresas, fruto da mudança permanente, chegarão e tomarão seu lugar relegando-as ao esquecimento.

Como uma onda no mar
Classificado como:                    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.