O resgate da Produtividade através de uma explosão de Energia

 

Energia é o potencial inato para realizar um trabalho ou executar uma ação.

Toda pessoa tem dentro de si uma grande reserva energética. Esta reserva pode permanecer latente ou se transformar em ações dependendo do grau de motivação para executá-la.

Levantar, caminhar, jogar futebol, ler, estudar, tocar um instrumento musical ou trabalhar demanda um determinado consumo de energia a qual será aplicada com maior ou menor intensidade conforme o interesse que suscite na pessoa. Maior interesse, maior aplicação de energia.

As pessoas sempre se motivam por algum apelo localizado entre dois extremos: O medo de perder ou a vontade de ganhar. Corremos com a mesma intensidade fugindo de um cão feroz ou disputando uma corrida de 100 metros rasos. No meio termo instala-se a normose e os resultados se tornam pífios.

As empresas precisam de produtividade, ou seja, o ganho sobre o consumo de energia disponível. Este conceito se aplica tanto às formas de energia físicas como, por exemplo, energia elétrica, como à energia pessoal. Se uma máquina ligada produz menos do que deveria consome a mesma quantidade de energia elétrica que outra que produz a todo o vapor. Um caminhão com meia carga gasta tanto combustível, manutenção e salários do que se estivesse à plena carga.

As empresas contratam uma pessoa com sua habilidade ou capacidade técnica para executar determinada tarefa e com um grande potencial de energia. Se não conseguir estimular a aplicação desta energia estará desperdiçando o maior valor de seu contratado.

Uma pessoa se mobiliza por algum agente motivador que esteja estampado em suas circunvoluções cerebrais. É no cérebro que se situa a fonte geradora da energia humana e a ordem para sua aplicação, e o cérebro trabalha com uma só matéria prima: IDEIAS.

As pessoas sempre se reúnem em grupos afins e orbitam em torno de ideias que as atraiam. Assim se formam voluntariamente as associações de classe, os partidos políticos, as igrejas, as torcidas organizadas, os clubes, os grupos de amigos e as famílias. Até as gangues. Por que o mesmo não acontece com as empresas? Simplesmente porque as empresas não apresentam ideias que mobilizem as pessoas em torno de seus objetivos.

 

Está mais do que na hora de irromper uma revolução de ideias nas empresas. Ideias Atratoras que promovam a modificação do “sistema empresa” unificando todas as pessoas em torno de seus objetivos.

Enquanto isto não ocorrer, grande parte das empresas continuará no marasmo. O país permanecerá ocupando os últimos lugares no ranking da produtividade mundial com seus trabalhadores produzindo em média 5 vezes menos que um equivalente americano. Continuaremos lucrando menos, ganhando menos e trabalhando muito mais infelizes porque o trabalho também continuará a não nos proporcionar prazer algum.

O resgate da Produtividade através de uma explosão de Energia
Classificado como:            

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *