Pare de jogar dinheiro fora, pô!

Você contrata pessoas para tornar sua empresa mais lucrativa, certo?

E o que acontece?

Muitas vezes, estas mesmas pessoas acabam se tornando as geradoras das duas maiores fontes de perdas do seu negócio:

  • Falta de empenho na produção de resultados.
  • Perdas em função de omissão, desleixo ou ações deliberadas

Somente em função destes dois fatores as perdas de algumas empresas podem chegar a mais de 10% do faturamento segundo pesquisa da consultoria Love Mondays.

Nos setores onde se pode medir a produtividade, um índice de 92% significa o pagamento de uma folha inteira a mais por ano. Dividindo por 12, um mês corresponde a 8,33% do ano.

Mas quantas empresas trabalham com produtividade média de 92%? Pouquíssimas. Grande parte se sente satisfeita com produtividade em torno de 85% ou até 80%. Inúmeras trabalham com percentuais mais baixos.

Mas será possível trabalhar com produtividade média de 100%?

É claro que sim!

Por padrão, a produtividade é medida sobre tempos que já iniciam com concessões de mais de 10% e em ritmo normal, nem lento e nem rápido. Portanto há uma grande possibilidade de aumentar em muito o ritmo e, consequentemente, a produtividade.

Nos locais onde não há parâmetros passíveis de medição, as perdas geralmente extrapolam qualquer expectativa. Razões para isso? A falta de polivalência, a refratariedade em fazer qualquer coisa que não seja exatamente o que prescreve o manual da função, o desinteresse em contribuir com o desempenho de outros setores ou até mesmo a vagabundagem. No fim, isso proporciona perdas de mensuração quase impossível.

E as repercussões destes posicionamentos? Desperdício de materiais, sucatas, retrabalhos, consumo descontrolado de água, energia elétrica ou quaisquer outros insumos, má qualidade do produto final, devoluções e perdas de negócios. Há uma verdadeira torrente de perdas que poderia ser estancada e, por falta de ações gerenciais eficazes permanece sangrando dia após dia.

Com tudo isso…

Eu tenho uma pergunta para você.

O que você está esperando para dar uma guinada definitiva neste status quo transformando sua empresa em uma campeã?

O que tem que ser feito é, apenas, promover uma mudança comportamental das pessoas. O detalhe fundamental é que, obviamente, isto terá que ser feito a partir delas mesmas. A mudança vem de dentro e você, empresário ou gestor, somente pode estimular. Mas pode provocar este estímulo com grande facilidade é só saber como.

Facilitar a operacionalização desta mudança é onde a FJacques – Gestão Através de Ideias Atratoras pode ajudar. E temos a expertise para isto.


 

Você conhece alguma empresa onde, por ausência momentânea do funcionário responsável pelo descarregamento de um caminhão, a gerente financeira e a secretária executiva arregaçam as mangas, sobem no veículo e o descarregam? Sem ninguém pedir? Voluntariamente? Espontaneamente?

Eu conheço. E posso dizer que antes de implantarmos a Ideia Atratora nenhum outro funcionário teria tomado uma atitude deste quilate.

Mas por que elas tomaram esta atitude?

Simplesmente porque não passa mais pela cabeça delas que a empresa atrase um recebimento urgente por falta de alguém para descarregar um caminhão. Não espero que exatamente isto venha a acontecer em sua empresa, mas mesmo em suas funções normais as pessoas podem dar muito mais de si. Muitíssimo mais.

Se em sua empresa isto está longe de acontecer, é simplesmente porque você não as está estimulando a trabalhar por si próprias, e umbilicalmente, pela sua empresa.

Conheço alguns empresários que acham que têm que resolver todos os problemas sozinhos, chegando a pensar que, se eles não conseguem resolver é porque a solução é impossível.

Sempre que tenho oportunidade procuro lembrar-lhes que não nasceram sabendo, e se são formados em curso superior, mestrado ou até doutorado, é porque foram à escola onde alguém lhes ensinou matérias importantes que o ajudaram a construir seu cabedal de conhecimentos. A própria experiência também lhes ensinou como administrar seu negócio, mas talvez tudo isto ainda não seja suficiente para resolver todos os problemas.

Que desprestígio há em procurar um livro, fazer uma busca na internet ou perguntar a alguém que tenha uma experiência diferente de como resolver alguma situação intrincada? E aproveito para acrescentar que bloqueios, como por exemplo, a preocupação em se preparar para pagar décimo terceiro e férias, repetir-se-ão todos os dias sob roupagem diferente e não podem, de maneira alguma, impedir as ações voltadas para o estancamento das perdas. Muito pelo contrário.

O momento propício para a grande mudança é AGORA.


Se você quer conhecer mais sobre o modelo de Gestão Através de Ideias Atratoras, e de que forma ele pode estimular as pessoas a darem o melhor de si pela sua empresa de maneira imediata e contínua entre em contato agora pelo telefone (51) 99725-6254 ou pelo e-mail contato@fjacques.com.br

Pare de jogar dinheiro fora, pô!
Classificado como:            

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *