Steve Jobs e o Efeito Borboleta

Recentemente revi um vídeo bastante interessante e que tem muito a dizer sobre uma das principais características dos sistemas complexos: o Efeito Borboleta.

Em seu discurso na formatura de um dos cursos da Universidade de Stanford, na Califórnia, em 2005, Steve Jobs contou três histórias. Na verdade, duas delas têm relação com ​o ​Efeito Borboleta, mas vou me focar​ na primeira, “Ligando os Pontos”, aparentemente simplória​, mas ​cujo significado ​considero ​altamente ​relevante. Antes​ porém,, convido você a ​assistir a​o trecho​ selecionado​, que dura somente​ cinco minutos ​e em seguida continuarei ​com as minhas considerações.

Steve conta a influência que fazer uma faculdade teve na sua adoção​ quando criança​ e como, mais tarde, essa “obrigação” se tornou quase uma cruz, ​para ​ele ​que ​não ​se sentia ​realizado​ com o curso​ e para os seus pais​ adotivos que investiam as economias de toda uma vida para mantê-lo estudando uma coisa que a ele não interessava

Desta frustração surgiu a oportunidade de fazer a disciplina de caligrafia, que uma década mais tarde seria determinante para o futuro dos computadores, da própria Apple e, é claro, da sua própria vida.

A sua adoção, um fato aleatório e aparentemente isolado, levou a outro, e a outro, e a outro​ ainda​ até chegar a um ponto nunca imaginado: o sucesso da Apple. Decisões tomadas sem qualquer objetivo ​específico ​acabaram mudando o mundo. Em outras palavras, a história que Steve Jobs ​nos ​conta neste vídeo é um Efeito Borboleta em todo o seu potencial.

O Efeito Borboleta, característica dos sistemas complexos, está permanentemente atuando sobre nossas vidas e nossas empresas. Pequenas ações podem levar a grandes resultados, ​tanto ​para o bem como para o mal. É a interligação dos eventos que vão direcionando as coisas de forma nem sempre ​perceptível ou ​intencional, para resultados inesperados​, muitas vezes surpreendentes.​.

Steve Jobs foi muito feliz no seu exemplo, ​pois​ ​tendo ​a intenção de deixar uma lição de vida àqueles formandos, acabou ​legando ​uma mensagem a​ todos nós. Demonstrou que com esforço e dedicação é possível, aproveitando as oportunidades que a vida oferece, chegar a resultados excelentes.

Como costumo dizer, uma empresa é permeada por variáveis internas, ​algumas vezes ​controláveis, e externas, ​sempre ​imprevisíveis. E neste contexto de​ alta complexidade​ o Efeito Borboleta está sempre presente. Sempre.

Steve Jobs e o Efeito Borboleta
Classificado como:                    

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.