Ringo Star e o astronauta

Tenho impressão de que muitas pessoas ao lerem este título pensem que vão se deparar com uma história infantil, mas não é este o caso.

Na página 35 do livro The Beatles – Antologia, publicado no Brasil pela Cosac & Naify, o ex-Beatle Ringo Star faz um desabafo muito significativo que, provavelmente sem querer, conseguiu sintetizar um dos maiores enganos que a maior parte de nossos gestores comete:

“Encontrei de fato um homem que foi à lua e perguntei a ele: “Quando a Terra deixou de ser como a conhecemos e ficou redonda como um planeta?”. E ele disse: “Ah, eu estava ocupado demais para notar”.

Não consegui acreditar! Esta era a grande questão – ele foi talvez o décimo segundo cara a estar lá em cima que poderia ter notado o ponto no qual ela se tornava redonda e não notou. Fiquei chocado. Mas os Beatles também estavam ocupados, lá em cima: embora estivéssemos mudando as coisas, estávamos fazendo e não olhando à nossa volta. Nós éramos aquilo, por isso não estávamos olhando para aquilo.”

No dia 12 de abril de 1961, a bordo da nave Vostok, em uma órbita de apenas 315 quilômetros de altura, o cosmonauta Yuri Gagarin descobriu o que nenhum ser humano sequer imaginara. O anúncio repercutiu como uma bomba nos quatro cantos do mundo: “A Terra é Azul”. Bastou afastar-se um pouquinho, a uma distância de apenas 2,6% do diâmetro da Terra, para ver o que ninguém via, mesmo estando imerso nela: sua cor.

Quem está envolvido no problema tem poucas chances de perceber o que está realmente acontecendo.

Para conseguir enxergar o todo você não pode ser uma de suas partes. É preciso manter-se à distância adequada tanto física como mentalmente.

Muitos gestores, principalmente aqueles que se preocupam verdadeiramente em resolver os problemas de seus setores, mergulham de tal forma que perdem a visão da possível solução, muitas vezes debaixo de seu nariz.

E muitos passam noites e noites acordados tentando dormir com a ajuda de Valium, Lexotan ou Alprazolam sem sucesso porque a preocupação com seu problema é renitente e retorna minuto após minuto.

Já pensou em parar um pouco, se distanciar do problema e tentar ver o momento em que a terra se torna redonda como um planeta?

Pois é.

Um questionamento que tenho lançado em muitas palestras e que tem gerado surpresa pela obviedade da resposta é o seguinte:

Em qual lado de um tubarão branco de seis metros de comprimento tenho que ficar para poder dominá-lo?

A resposta é aparentemente ridícula, embora verdadeira: “Do lado de fora”. No lado de dentro não há a menor possibilidade de abater o bruto.

Fique do lado de fora do problema. Só assim poderá encontrar uma solução viável.

E enquanto procura a solução, por que não reservar um tempo para ler a Antologia dos Beatles. É fascinante. Ou assistir à sua versão em DVD. É mais fascinante ainda.

Ringo Star e o astronauta
Classificado como:                            

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.